Localização

O Vale do Aço

Região de colonização tardia, decorrente do processo de industrialização nacional, caracteriza-se pela harmoniosa convivência da tecnologia com o agradável estilo de vida interiorano.

Nos anos de 1930, era apenas o caminho do minério extraído das mineiras jazidas de ferro, que de Itabira seguiam para o porto capixaba de Tubarão. Em meados da década de 40, a passagem se transforma em destino. No encerramento dos anos 50, novos fornos se acendem e a siderurgia se consolida.

Não foram tempos fáceis. Debelar a malária e outras sérias endemias incomodava contingentes de operários. Mas o Vale do Aço aceitou e venceu o desafio. Superou as agruras do crescimento desordenado e transformou-se numa importante região metropolitana, economicamente promissora e internacionalmente reconhecida pelos índices de desenvolvimento humano que ostenta. Mais de 500 mil habitantes desfrutam, hoje, o conforto da modernidade sem abrir mão da tranquilidade. Atualmente, a região é polo de desenvolvimento, congregando grandes empresas, como a Aperam, a Cenibra e a Usiminas.

No Vale do Aço também se encontram verdadeiros santuários naturais: cachoeiras, lagoas, trilhas e passeios em meio a uma exuberante flora e fauna. A preservação do meio ambiente é uma prática tão arraigada que, em meio às inúmeras árvores que sombreiam e ornamentam ruas e avenidas, pássaros variados gorjeiam da aurora ao poente.

O Município de Ipatinga

Ipatinga se interliga com as cidades de Coronel Fabriciano, Timóteo e Santana do Paraíso - na Região Metropolitana do Vale do Aço, zona Leste do estado de Minas Gerais.
A pouco mais de 200 km de Belo Horizonte, capital do estado, e a 100 km das cidades de Caratinga, Governador Valadares e João Monlevade, o município dispõe de moderno aeroporto, com voos diários para o aeroporto internacional da capital do estado. Uma ferrovia, em plena atividade, que oportuniza o transporte de passageiros entre as diversas cidades que atravessa, ligando a capital mineira à capixaba. Linhas intermunicipais e interestaduais regulares asseguram a mobilidade dos que aqui residem ou que por aqui transitam.

A mais populosa das quatro cidades que compõem a região metropolitana é, também, a que desfruta de uma melhor infraestrutura urbana e boa estrutura nas áreas de Educação e Saúde. Sua malha viária é bem dimensionada e assegura uma excelente fluidez do trânsito, que junto às sucessivas campanhas educativas e equipamentos de monitoramento eletrônico mantêm baixos os índices de acidentes. São baixos, também, os índices de criminalidade.


Equipamentos modernos asseguram uma intensa movimentação cultural: dentre outros eventos, são frequentes os espetáculos teatrais e musicais, tanto com artistas locais quanto nacionais, e também a exibição, simultânea aos grandes centros, dos mais recentes lançamentos cinematográficos.