às 13:28:00

Melissa Ulhoa e Catarina Amorim tem projetos premiados no Naped Day.

Evento propõe discussões acadêmicas entre os professores.

O Naped Day é um evento de capacitação docente realizado pela Afya, que aconteceu no mês de maio, contando com a participação de todas as instituições que integram o grupo. Durante o momento, também ocorreu o Fórum Inter-regional de Práticas Extraordinárias (Fipex), que contou com a premiação de duas docentes da Univaço entre os 10 melhores trabalhos apresentados.

Participando pela primeira vez das apresentações de prática docentes, as professoras Melissa Ulhôa e Catarina Amorim, apresentaram seus trabalhos e debateram sobre a importância dos temas abordados.  

O trabalho da professora Catarina Amorim, teve como base a simulação realística, onde o líder do procedimento fica vendado no decorrer do processo. Essa é uma metodologia ativa de ensino reconhecida por proporcionar o trabalho em equipe e a comunicação entre os alunos. “Tive a ideia do projeto após retornar de um congresso. Vendar o líder para estimular a comunicação foi um sucesso, o resultado foi excelente muito bem recebido pelos alunos. Fico muito feliz de ter ficado entre os dez melhores trabalhos” conta a Professora.

Já a professora, Melissa Ulhôa, realizou um trabalho relacionado ao uso da plataforma LT nas aulas de fisiologia. A plataforma proporciona educação, tecnologia e conhecimento, favorecendo o processo de ensino e aprendizagem. O projeto ficou entre os três primeiros colocados, e a professora falou sobre importância desse aplicativo para os estudantes. “A ferramenta é muito eficaz para quem quer estudar assíncrono. Já que ela oferece questões fechadas e abertas com feedback imediato “explica.

Seguindo o tema da terceira edição do Naped Day, “Educar é uma arte”, a professora Melissa Ulhôa convidou cinco alunos do terceiro período de medicina para realizarem o trabalho juntamente com ela. A estudante, Lavínia Campos faz parte dos estudantes que participaram do projeto e falou sobre a oportunidade.

“Participar desse projeto foi gratificante, já que por meio dele pudemos expor a nossa experiência com uma plataforma. Os trabalhos realizados aqui, auxiliam tanto no meio acadêmico, como também para a vida profissional médica, uma vez que aprendemos a expor as nossas experiências e nosso conhecimento para somar na sociedade” explica a aluna.

Já na expectativa para o próximo ano, a Professora Catarina Amorim, planeja participar novamente do evento. “Foi um momento bem legal, tivemos a participação de todas as escolas da Afya. A experiência foi maravilhosa, ouvir críticas e sugestões também. Espero participar novamente no ano que vem” conta.

 


Fonte: