às 15:09:00

Uso do jaleco: saiba em quais momentos essa peça é obrigatória

Acadêmica usando o jaleco em aula prática no laboratório multifuncional III.

Se há um assunto que com toda certeza interessa os futuros estudantes de medicina é o uso do jaleco. É comum surgir dúvidas e incertezas sobre essa peça tão importante para o profissional da saúde. Por isso, preparamos este conteúdo para esclarecer dúvidas e ajudá-lo a entender de uma vez por todas tudo a respeito da utilização do jaleco. Acompanhe!

O jaleco é um EPI?

O jaleco é considerado um Equipamento de Proteção Individual (EPI) para os profissionais da saúde como: médicos, psicólogos, fisioterapeutas, nutricionistas, farmacêuticos etc. Portanto seu uso no ambiente de trabalho desses profissionais é obrigatório.

Qual a função do jaleco?

Ele ajuda a reduzir os riscos de contaminação causada por fungos, bactérias e vírus, por exemplo. Protege o profissional da exposição a fluidos e secreções corporais dos pacientes, o que inclui não apenas sangue, mas a saliva, a urina, o suor etc. Também evita o contato com substâncias líquidas suspeitas que podem ter origem química. 

O jaleco protege tanto o médico como o paciente?

O jaleco é fundamental para a segurança de todos os envolvidos em um atendimento médico. Ele diminui as chances de você ser infectado durante um procedimento, seja ele de urgência ou não. Ele funciona como uma barreira no seu corpo, impedindo que os germes presentes no ambiente fiquem na superfície das suas roupas e na pele dos seus braços.

Esse EPI também faz a proteção reversa, evitando que possíveis bactérias, vírus e fungos passem das suas roupas e da sua pele para os pacientes. Essa proteção é fundamental, já que em muitos casos, os pacientes estão com a saúde debilitada e uma nova contaminação pode agravar bastante o quadro clínico que apresentam.

Onde o jaleco deve ser utilizado?

Já na graduação de medicina, a partir do primeiro período, você deve usar o jaleco nas aulas práticas que acontecem em laboratórios. Além dos laboratórios, você precisa usá-lo nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), atendimentos no Ambulatório da Univaço, estágios e no internato em hospitais.

Sendo que no internato o jaleco é recomendado para todo e qualquer ambiente hospitalar, seja ele público, seja ele privado. No entanto, eles não são utilizados em qualquer situação.

Apenas no atendimento clínico, na realização de exames não-invasivos e no acompanhamento de pacientes internados, mas diagnosticados com casos leves. Em procedimentos cirúrgicos e acompanhamento de pacientes na UTI, por exemplo, o jaleco dá lugar à roupa privativa (pijama cirúrgico).

Quais são as boas práticas da utilização do jaleco?

Não há nenhuma norma específica adotada pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), mas o órgão aconselha como boa prática da utilização do jaleco que ele seja usado apenas pelo profissional que está no exercício da profissão. O CRM também orienta que o jaleco permaneça no corpo do durante todo o expediente, sendo retirado apenas nos momentos de refeição, descanso e fim do turno.

Como fazer a higienização do jaleco?

É recomendado que o profissional tenha mais de um jaleco. Um para cada dia de trabalho para que não seja preciso reutilizar a do dia anterior sem a devida higienização.

O número de peças será ainda maior se você trabalhar em múltiplos lugares ao longo da semana, como postos de saúde, clínicas, ambulatórios, hospitais etc. Isso porque usar o mesmo jaleco nesses locais é abrir a porta para uma possível contaminação cruzada — que é quando um germe é transferido de um ambiente para outro, contaminando os demais por meio de um transmissor (no caso, o EPI).

A lavagem do jaleco também requer alguns cuidados. Ele não deve ser misturado com suas roupas e itens de cama e banho. É preciso sempre mantê-los em um cesto próprio e lavá-los separadamente.

Para concluir, vale a pena falar a utilização irresponsável do jaleco em locais públicos inapropriados e a exposição de pacientes a ele pode, sim, ser enquadrado como um descumprimento deste artigo 1º do capítulo III do Código de Ética Médica (CEM).  Ou seja, é preciso ter atenção e cuidado com o seu jaleco!

Como você viu, o uso do jaleco está longe de ser algo complexo. Contudo, ele é um item presente na rotina do médico e que serve como proteção tanto para o profissional de saúde quanto para os pacientes. Portanto, deve ser utilizado por você de forma consciente e o principal: sempre respeitando as medidas de higiene. Isso evita problemas e mostra uma postura comprometida e respeitosa com a carreira escolhida.

Saiba tudo sobre a atuação profissional de um Médico!  Baixe agora seu ebook! 


Fonte: