às 14:06:00

Simulação realística no ensino da Medicina

Liga de Simulações Realísticas da Univaço

O professor coordenador da Liga, Ângelo Geraldo José Cunha com um grupo de integrantes

Na Univaço alunos de todos os períodos podem participar de pelo menos 26 Ligas Acadêmicas para aperfeiçoarem suas técnicas com ainda mais efetividade. Na liga de Simulações Realísticas os integrantes têm acesso a uma metodologia de aprendizado inovadora, apoiada por tecnologias de baixa, média e alta complexidade que, por meio de casos clínicos, permitem a experiência prática em ambiente seguro, seguida de reflexão guiada, gerando um impacto tanto acadêmico como em habilidade e atitudes relacionadas à prática do profissional médico.  

Esse método de treinamento avançado também é aplicado nos maiores hospitais do país, e na Univaço permite aos alunos, tanto nas aulas práticas como nas atividades da Liga, aprenderem manobras de suporte básico e avançado de vida, essenciais em pacientes acometidos por uma parada cardiorrespiratória, por exemplo. Além de treinarem suas habilidades para, quando o atendimento for em um paciente real, o médico já saiba como proceder, o que pode ou não fazer em uma situação de emergência e sob pressão. 

As atividades da Liga são desenvolvidas no Centro de Habilidades e Simulações Realísticas da faculdade, que é preparado com diferentes cenários relacionados à rotina hospitalar e tem como objetivo capacitar os acadêmicos por meio de treinamentos com manequins e atores para a prática de exercícios em ambientes semelhantes ao de emergência/urgência de hospitais. 

O diferencial, segundo o professor coordenador da Liga, Ângelo Geraldo José Cunha, é a preparação dos alunos para um atendimento com mais segurança aos pacientes, associando conhecimentos teóricos, práticos e aspectos comportamentais. “As atividades da liga acontecem em um espaço multifuncional que pode ser adaptado conforme a necessidade de treinamento dos integrantes e permite erros e repetições até acertarem todos os processos”, afirma Ângelo.

Para a integrante, Thalita Lage do 8° período, as atividades da liga fortalecem o aprendizado dos alunos, pois proporciona de forma prática a aplicação de conhecimentos disseminados em sala de aula, ensejando um aprendizado próximo da realidade e da vivência diária de um ambiente de urgência. 

A liga também atua em eventos de conscientização promovidos por órgãos públicos da cidade, produz conteúdos para as redes sociais com técnicas de procedimentos, tanto para profissionais da saúde quanto para leigos, e participa de eventos institucionais da Univaço como o AfyaMed, por exemplo.  

Podem participar da liga alunos do 5º período em diante e acadêmicos de períodos inferiores que já tenham uma graduação na área da saúde.


Fonte: